O SALTO ALTO E O CORAÇÃO DA MULHER CRISTÃ

Foi feita uma pesquisa para saber o porquê das mulheres gostarem tanto de usar sapatos com salto alto. A maioria alega que o salto alto dá uma “levantada no look”, dando aquele “ar sexy”. Dentre os motivos citados, o principal é que o salto alto causa uma ilusão na estatura e as pernas parecem mais compridas e torneadas.


Afirmou certa mulher: “Se eu sofrer vai ser calada, maquiada e de salto alto. Se dói menos? Não! Mas aparentemente vou estar bem… e linda!”

Outra disse: “Não fique por baixo, use salto alto!”

Para elas o importante é manter a aparência, assegurar a posição de “estar por cima”. O desconforto, as dores nos pés e os possíveis males: na coluna, pernas, joelhos, tornozelos, pés… Todo esse sofrimento é compensado pelos momentos de “glamour”. Elas assim garantem! Não se pode negar, o preço que algumas mulheres pagam para estar em cima de um salto alto parece ser tão alto quanto o salto!

A Bíblia não diz que usar sapato de salto alto é pecado, mesmo porque na época que ela foi escrita eles ainda não existiam. A questão não está nos sapatos em si, mas sim na intenção que leva uma mulher usar o salto alto. É difícil imaginar que alguém use salto alto por necessidade,  mas pode ser que haja (falo do salto acima dos 3cm recomendados pelos ortopedistas). O comum é que as mulheres usem salto alto pelos motivos citados na pesquisa: desejo de parecer mais alta, e/ou desejo que as pernas pareçam mais arredondadas, etc.

Analisando agora, o salto alto sob o ponto de vista espiritual, podemos dizer que ele pode tornar-se “sinônimo” de: orgulho (desejo de sentir-se superior), engano (mentira, ilusão, farsa), vaidade (futilidade, fantasia). Sendo assim, a Bíblia está repleta de versículos que reprovam e condenam tais condutas.

Em Isaías, capítulo 3, o Senhor estava insatisfeito com o povo de Jerusalém e  também com o comportamento das mulheres, que se entregavam à vaidade, à sensualidade…

“O SENHOR Deus disse: Vejam como as mulheres de Jerusalém são vaidosas! Andam com o nariz para cima, dão olhares atrevidos e caminham com passos curtos, fazendo barulho com os enfeites dos tornozelos” (Is.3:16).

As mulheres andavam com “…passos curtos, fazendo barulho com os enfeites dos tornozelos”. Segundo os estudiosos, isto quer dizer que haviam argolas ligadas por correntinhas em ambos os tornozelos das mulheres, o que as obrigava dar passos curtos e também faziam sons enquanto elas andavam. A intenção ao usar esses objetos não poderia ser outra, a não ser chamar atenção para si.

Será que podemos ver alguma relação com o salto alto de nossos dias?

Os versículos seguintes do capítulo 3 de Isaías mostram o castigo que viria do Senhor: “Em vez de perfume haverá mau cheiro, em vez de cintos, corda, em vez de belos penteados, calvície, em vez de roupas finas, vestes de lamento, em vez de beleza, cicatrizes” (Is.3:24).

Chegaria o dia em que aquelas mulheres seriam desonradas, envergonhadas, humilhadas. Deus tiraria os objetos que tanto elas estavam apegadas. Talvez assim, elas se voltassem com todo seu coração para o DEUS de Israel!

O grande problema não está nos objetos em si, mas sim onde está posto o coração. Quando se está longe de Deus, a alma fica vazia e inquieta. Então, vai à  procura de “coisas” que a possam preencher e satisfazer. Só que não são objetos, que um dia envelhecem, deterioram e corroem, que podem completar de maneira suficiente a alma de qualquer pessoa. Somente Deus pode completar totalmente os espaços vazios do nosso ser!

Tu me farás conhecer a vereda da vida, a alegria plena da tua presença, eterno prazer à tua direita” (Sl.16:11).

Particularmente, eu não gosto de usar salto alto, mesmo nas ocasiões especiais, acho muito incômodo. Poderia até pensar que sou diferente por isto. Mas Deus que repudia qualquer tipo de engano, vez por outra, quando estou em oração, mostra em visão, o tal do salto alto. Imediatamente, rogo-Lhe que me ajude a descer do salto. O orgulho, o desejo de parecer o que na verdade não é, as vaidades, a sensualidade… Como lemos em Isaías 3, aborrecem a Deus.

A humildade, a simplicidade, o desapego às coisas materiais… Faziam (e fazem) parte do estilo de vida de Jesus, e, como discípulas desejamos nos parecer com nosso Mestre. Por isso, rejeitemos tudo que ao invés de embelezar, deformam!

Que Deus nos ajude a descer do salto!

Elisabete Maria Foster – Comunidade Ramá Petrópolis


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *